Objetivo atual: 74kg
O peso de quando casei.

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Feijão

 Em primeiro lugar, quando falamos em estratégias para emagrecimento, o feijão pode ser um grande aliado! Não acredita? Pois bem, vamos aos fatos: o feijão é rico em fibras, as quais são responsáveis pela sensação de saciedade, reduzindo o consumo alimentar durante a refeição. Além disso, do ponto de vista calórico, 1 concha de feijão cozido com caldo apresenta a mesma quantidade de calorias de cerca de 1/3 do pão francês! Isso mesmo, são apenas 55 Kcal! Ou seja, menos calorias do que as encontradas em 1 maçã média (70 Kcal) ou 200 ml de leite desnatado (65 Kcal). Assim, fica evidente que ele deve estar presente em qualquer dieta que vise perda ou manutenção do peso corporal.

Além disso, as fibras contidas no feijão são responsáveis por regular o trânsito intestinal e reduzir a absorção de colesterol e glicose, auxiliando no tratamento e na prevenção de diabetes, constipação intestinal e hiperlipidemias como colesterol e triglicérides elevados.

Dentre os vários componentes presentes no feijão destacam-se os compostos fenólicos, que são substâncias antioxidantes. Estas substâncias agem no nosso organismo, reduzindo os riscos de desenvolver alguns tipos de câncer e doenças degenerativas.

E as vantagens deste alimento não param por aí. O feijão é rico em potássio, proteínas, vitaminas do complexo B, zinco, ferro e magnésio. Esses nutrientes são importantes para regulação da pressão arterial, construção e reparação muscular, reforço do sistema imunológico e prevenção da anemia, entre outras funções. Portanto, pense duas vezes antes de sair falando que o feijão não tem valor nutricional.

Composição nutricional do feijão (por 100g):


Feijão – preto
Feijão-carioca
Calorias
77 cal
76 cal
Proteínas
4,5 g
4,8 g
Lipídeos
0,5 g
0,5 g
Colesterol
0,0 mg
0,0 mg
Carboidrato
14 g
13,6 g
Fibra
8,4 g
8,5 g
Cálcio
29 mg
27 mg
Ferro
1,5 mg
1,3 mg
Potássio
256 mg
255 mg

Fonte: TACO- Tabela Brasileira de Composição dos Alimentos